_Brainstorm

Cannes Lions 2022: para festival, criatividade deve ser vista como investimento 

Imagem: Divulgação

Na próxima semana, o Cannes Lions 2022, maior festival da publicidade mundial, retoma atividades presenciais e preserva parte dos conteúdos no digital, numa programação híbrida. Entre os dias 20 e 24 de junho, o evento reconhece no Palais des Festivals, em Cannes, os trabalhos mais criativos da publicidade do último ano, concomitante a uma conferência com mais de 200 atrações como debates e encontros com nomes do mercado.

Mais do que vetor para transformação dos negócios e aumento na efetividade nas vendas, a criatividade deve ser vista como investimento, de acordo com o que apontam os eixos temáticos do festival. Esse viés se traduz no lançamento da categoria Creative B2B Lions, voltada para soluções destinadas a negócios, e com a atualização da categoria Creative Commerce, que passa a abordar experiências online e também offline.

Com o tema “The Creative Comeback” (o retorno da criatividade), o evento se pauta em seis eixos, metade trata de eficácia criativa, transformação de negócios, além das oportunidades criativas no Metaverso. Outra metade levanta debates em torno de questões sociais e sua relação com a pandemia, como diversidade, sustentabilidade e crise de talentos.

Veja o que esperar do festival em três pautas:

Eficácia Criativa

Um dos eixos temáticos do festival busca redefinir o conceito de eficácia criativa, posicionando as grandes ideias no nível dos investimentos. “A criatividade é crucial para a sobrevivência da marca, portanto, provar seu impacto nos negócios está no topo da agenda de negócios. Com os orçamentos constantemente sob revisão, há mais em jogo do que nunca”, afirma o manifesto do festival, que traz 65 meet-ups, painéis e fóruns sobre o tema.

Convencer a investir em criatividade é o maior desafio que tanto as marcas (41%) quanto os parceiros criativos (56%) enfrentam hoje, segundo o estudo State of Creativity Study, realizado pelo Lions junto à comunidade global de marketing criativo. Para as marcas, o segundo maior desafio é medir a eficácia criativa (39%), seguido pelo desenvolvimento de ideias inovadoras (39%).

Reinvenção dos negócios

A criatividade pode e deve atuar na transformação dos negócios, que passam por um processo de completa revisão. “O papel do criativo mudou à medida que a transformação dos negócios leva as marcas a repensar seus processos operacionais. Cada vez mais, os criativos estão trabalhando em estreita colaboração com os líderes de negócios para alinhar processos internos com estratégia e visão de futuro da marca”, diz o manifesto. Ao todo, serão 26 meet-ups, painéis e fóruns sobre o assunto no festival.

Segundo o festival, a indústria da publicidade precisa reavaliar e ampliar o papel da criatividade: Como pode estimular a criação de novos produtos, serviços, operações e experiências? “Na prática, a transformação dos negócios deve mudar a forma como as empresas se organizam. É hora de considerar como a criatividade pode defender isso.”

Novas realidades e inovação

Dados, tecnologia e criatividade nas novas realidades, como o metaverso, VR e AR, ditam o eixo que vai discutir as oportunidades que serão abertas pela Web 3.0. “O metaverso não é mais visto como um substituto de eventos físicos da vida real; é um aprimoramento de como podemos tornar as experiências online mais significativas”, diz o manifesto do festival.

Na visão da curadoria do Cannes Lions 2022, no estado atual, o metaverso ainda é uma ideia ambígua, portanto, trabalhar com experimentação e flexibilidade será fundamental. “As marcas devem considerar cuidadosamente como tecem uma estratégia de longo prazo para engajamento nesse espaço em seu trabalho diário, evitando campanhas únicas. A consistência será primordial.” Ao todo, serão 54 painéis, meet-ups e fóruns sobre o tema.

Accenture apresenta cobertura especial no UOL para Marcas

O UOL para Marcas irá acompanhar as novidades do Cannes Lions 2022 pelas redes sociais, em parceria com a Accenture. Serão pílulas, fotos e conteúdos diários com as principais palestras ao longo do evento. Além disso, irá complementar a cobertura dos principais assuntos do festival pela editoria Mídia & Marketing, do UOL, com entrega de colaboração em conteúdo editorial e branded content.


Quem faz os conteúdos UOL para Marcas:

Apuração e redação: Renata Gama / Edição e redes sociais: Raphaella Francisco / Arte: Julianne Rodrigues
Gerente responsável: Marina Assis/ Gerente Geral: Karen Cunsolo