_Branding

Público UOL espera por Copa e se impacta por marcas patrocinadoras

Imagem: AdobeStock

A menos de um mês da Copa do Mundo FIFA, na Rússia, marcas já rodam suas campanhas de mídia. E, durante o evento, que vai de 14 de junho a 15 de julho, as possibilidades de impactar uma grande massa de brasileiros apaixonados vão além dos anúncios clássicos. A Copa é um evento multicanal. Enquanto os torcedores assistem aos lances pela TV, checam informações em tempo real, acompanham a tabela e o placar dos jogos por sites e aplicativos, se posicionam nas redes sociais, vibram por meio de hashtags, testam simulações, colecionam figurinhas, além de toda vivência que, quando compartilhada em grupo, pode intensificar a relação com as marcas.

Para medir o clima de expectativa em relação à Copa, e também para captar como está a aderência do público às marcas que investem no evento, o UOL Media_LAB realizou uma pesquisa dentro da audiência UOL. O braço de consultoria de mídia, pesquisa e inteligência de dados do UOL AD_LAB consultou pessoas de todas as idades, das classes A, B e C, por meio de metodologia quantitativa na ferramenta online MindMiners. A pesquisa ouviu 500 respondentes, de 13 a 17 de abril de 2018.

São tantas emoções

A animação já é grande: 74% dos respondentes se dizem empolgados para o início dos jogos do Mundial. E a grande maioria reconhece que o evento desperta suas emoções (75%), sendo que metade afirma que desperta muito. São sentimentos positivos quase na totalidade. Os entrevistados relataram que a Copa produz expectativa (59%), diversão (57%), alegria (47%), entusiasmo (44%), felicidade (38%), paixão (36%), inspiração (11%). As emoções negativas apontadas foram apenas nervosismo (33%) e decepção (10%). Ou seja, para marcas, estar presente na Copa é uma oportunidade única para se conectar com o público num momento de sensações fortes e favoráveis que ficam para a história.

O levantamento também verificou que o interesse pelo assunto Copa surge com antecedência. Dos respondentes, 89% afirmam que procuram se informar antes dos jogos. Destes, 82% usam a internet. Mas, na hora do jogo, a relevância do meio digital se intensifica: 99% procuram informações na internet em tempo real. Entre os publishers citados, o UOL Esporte apareceu em segundo lugar.

O UOL Esporte emplaca seguidos recordes de audiência na cobertura de Copas do Mundo. Na Copa 2014, alcançou 39 milhões de pessoas, mais do que o dobro alcançado na Copa de 2010, quando 19 milhões acessaram a plataforma. Além disso, sua audiência cresceu acima da de sites com direitos de transmissão (30% contra 16%, segundo a ComScore). Nesta Copa, a expectativa é superar esses números. Serão 24h por dia de conexão com a audiência — que atinge 76% da internet brasileira –, levando muito conteúdo de cobertura e especiais de qualidade, com o melhor time de jornalistas e de comentaristas.

Lives na plataforma e nas redes sociais, tabela interativa, placar renovado, central de figurinhas e aplicativo compõem diversas oportunidades de mídia em grande volume e muita visibilidade para os anunciantes parceiros.

Como a audiência UOL vê as marcas

A presença de marcas no evento é vista de forma positiva pela audiência do UOL. 83% dos entrevistados veem importância no fato de marcas apoiarem todas as categorias da seleção brasileira de futebol (Seleção Brasileira principal, Seleção Olímpica, Seleção Sub-23, Seleção Sub-20, Seleção Sub-17, Seleção Sub-15 e Seleções Femininas). E 45% dos respondentes acreditam estarem bastante propensos a comprar produtos ou serviços de marcas associadas à Copa.

O levantamento testou ainda a lembrança de marca da audiência. Em pergunta espontânea – em que o entrevistado escreve o que lhe vem à cabeça –, sobre quais marcas estão associadas às notícias e transmissões de jogos relacionados à Copa até o momento, as cinco mais citadas pelos respondentes foram Itaú (25%), Nike (21%), Vivo (15%), Coca-Cola (15%) e Guaraná Antarctica (14%). Já na pergunta estimulada – em que o entrevistado escolhe em uma lista de opções –, as mesmas marcas apareceram em posições diferentes: Itaú (59%), Coca-Cola (59%), Nike (45%), Vivo (45%) e Guaraná Antarctica (38%). Todas estão fortemente presentes no evento. Com exceção de Coca-Cola que é patrocinadora da FIFA, as demais são patrocinadoras da CBF.

Também foram citadas na pergunta espontânea: Adidas (7%), McDonald’s (7%), Brahma (5%), Visa (3%), Bradesco (2%) e Chevrolet (2%). E na estimulada: McDonald’s (37%), Visa (33%), Brahma (31%), Samsung (31%), Mastercard (30%), Bradesco (30%), Adidas (29%), Heineken (24%), Gol (21%) e Hyundai (21%).


Quem faz os conteúdos UOL para Marcas:

Apuração e redação: Renata Gama / Edição e redes sociais: Raphaella Francisco / Arte: Julianne Rodrigues
Gerente responsável: Marina Assis/ Gerente Geral: Karen Cunsolo