_Insights

É hora de engajar e não só de vender na Black Friday

O ano é de incertezas. E os consumidores estão mais ligados, planejando compras, monitorando preços. Quando a Black Friday chegar, no dia 25 de novembro, a um mês do Natal, as marcas que souberem conversar com o público terão mais chances de se destacar e engajar, dizem os especialistas ouvidos aqui pelo blog UOL AD_LAB.

Ricardo Bove, porta-voz da blackfriday.com.br, que organiza a promoção no país, é da opinião que o mercado agora está entendendo que a ocasião não é só para desovar estoque e vender mais. As marcas estão vendo a data como um momento de fisgar o consumidor para novas conversões.

Por causa disso, esses vendedores estão se comunicando mais com o público e antecipando campanhas este ano. “Isso já começa agora. Os grandes varejistas estão com estratégias para aumentar cadastros. E muitos estão comprando mídia antes porque no dia é mais caro.”

Quem compra também já está na expectativa. As buscas pela Black Friday na internet estão de 6% a 8% maiores este ano. E as vendas devem crescer 34% em relação ao ano passado, diz Bove. Segundo pesquisa do Ebit, 8 em cada 10 brasileiros que já consomem online devem comprar no período da promoção este ano.

Mas como dialogar com esse público? Para Bove, o e-mail marketing tem sido uma tática bem-sucedida para divulgar as promoções para quem já é cliente. E os lojistas também usam o próprio site para convidar visitantes a se cadastrar e receber as novidades da Black Friday.

Diversas estratégias podem ser combinadas, e o ideal é nunca esquecer de ouvir o consumidor: saber usar o conteúdo dos reviews de produtos a seu favor ajuda não só na hora da conversão, mas também na criação de um relacionamento a longo prazo. Feito pelos próprios clientes, o conteúdo gera confiança. O UOL trabalha numa ferramenta que impulsiona vendas nos sites dos anunciantes com base nessas resenhas, e cria cupons de desconto.

Um exemplo bem-sucedido de como os reviews melhoram a relação da marca com o público é o da Nike. Corredores amadores recebem os produtos para que experimentem e publiquem suas opiniões de forma independente em seus blogs e redes sociais. O blog corrida urbana, por exemplo, agradeceu a cortesia e publicou uma avaliação positiva deixando claro que não houve nenhuma influência da Nike em seus critérios. Isso cria credibilidade.


Quem faz os conteúdos UOL para Marcas:

Apuração e redação: Renata Gama / Edição e redes sociais: Raphaella Francisco / Arte: Julianne Rodrigues
Gerente responsável: Marina Assis/ Gerente Geral: Karen Cunsolo