_Insights

Web3, Metaverso, NFTs e DAOs: descentralização dá o tom das novas realidades 

Imagem: Julien Tromeur

Descentralização é o cerne das novas realidades virtualizadas que se constroem. É a partir de uma lógica descentralizada e autônoma que a próxima geração da internet (Web3) deverá abrigar ambientes virtuais (Metaverso), produtos (NFTs) e organizações sociais (DAOs).

Essa percepção foi uma das captadas pelo white paper “SXSW Insights 2022”, relatório desenvolvido pela GoAd Media e oferecido pelo UOL, que apontou essa descentralização como macrotema do ano. O documento está disponível gratuitamente para download. Além disso, o UOL oferece a marcas e agências a apresentação das tendências no formato online e também in-company, retomando os roadshows presenciais.

De acordo com o mapeamento, Web3, Metaverso, NFTs e DAOs podem até soar como palavras da vez, mas dão nome a alguns dos pilares de uma nova lógica de organização que nasce no digital. Isso interessa às marcas, seja para acompanhar a cultura ou para explorar esse novo campo, gerando experiências, trabalhando novos formatos de mídia ou criando produtos consumíveis no virtual.

Entenda os conceitos, e como eles se relacionam com a descentralização, de acordo com o mapa da GoAd:

Web3

A descentralização começa pela Web3, a terceira fase da World Wide Web, com base em tecnologia blockchain. A primeira web, que se estabeleceu como um grande motor de pesquisa, evoluiu para relações em rede. O próximo passo será a da completa descentralização, na qual cada ponto é autônomo, fazendo trafegar informações “peer to peer”, sem intermediários.

Metaverso

A descentralização também dá o tom das inúmeras possibilidades para o Metaverso. Ou seriam Metaversos? A experiência nessas realidades imersivas se dão nos mais variados campos e formatos, de forma independente. “Se você pisou alguma vez no Second Life ou jogou um game, já esteve no metaverso”, disse Swan Sit, consultora e ex-head global de marketing digital da Nike, uma das palestrantes do evento destacadas no paper.

NFTs

Nesse novo contexto digital, o conceito de propriedade individual está ligado às NFTs (tokens não fungíveis). A tokenização de ativos digitais permite a aquisição de itens virtuais unitários, como arte digital, músicas ou vídeos, por exemplo. Em outras palavras, as NFTs dão a forma do produto virtual, que pode ser comercializado entre quaisquer partes, seja diretamente entre artista e público, entre pessoas, lojas e marcas.

DAOs

Novos formatos de organização social também surgem nesse contexto. As DAOs (Decentralized Autonomous Organizations) são comunidades de pessoas com interesse comum que utilizam sistema de blockchain para tomada de decisão. “Entre os formatos capitalista e comunista, as DAOs surgem como uma possibilidade de terceira via”, afirmou Kimbal Musk, irmão do empreendedor Elon Musk e fundador da Big Green, iniciativa do terceiro setor que opera com o uso de uma DAO.


Quem faz os conteúdos UOL para Marcas:

Apuração e redação: Renata Gama / Edição e redes sociais: Raphaella Francisco / Arte: Julianne Rodrigues
Gerente responsável: Marina Assis/ Gerente Geral: Karen Cunsolo