_Networking

Victor Barros, da Dionisio.ag: NFTs devem ajudar marcas a estreitar relacionamentos

Imagem: Divulgação

Há muito o que desbravar no mundo vasto e novo das NFTs (tokens não fungíveis), produtos de arte e outras criações exclusivamente digitais, com registro de autenticidade. Mas, em meio ao hype e a valores estratosféricos pagos por obras de NFT em casas de leilões, como seria o campo para marcas?

Para Victor Barros, sócio e fundador da Dionisio.ag, agência especializada em aproximar artistas de marcas, que tem produtos lançados em NFT, este é ainda um mercado bebê, com poucos caminhos conhecidos. Mas, para além da compra e venda de obras, o que já é possível visualizar do ponto de vista das marcas, são formas de estabelecer e estreitar relacionamentos com público e clientes, por meio das NFTs.

“Ainda é um formato novo, que as pessoas estão entendendo. Acredito que a demanda de marcas será principalmente para desenvolver suas próprias NFTs, mas não necessariamente para comercializar e sim para relacionamento”, afirma.

Segundo ele, por seu caráter de exclusividade e unicidade, as NFTs caberiam em ações de marca relacionadas a clubes de clientes premium. “Vamos supor que eu sou uma marca de carro ou celular, e ofereço NFTs para um público premium na base de clientes. Eu posso fazer ativações relacionadas a essas NFTs, e todos que a tiverem vão se sentir próximos à marca. Esse é o principal diferencial do NFT, como um clube de relacionamento.”

Victor exemplifica. “A marca pode trabalhar o marketing de uma maneira que quem tem aquele NFT terá acesso a promoções exclusivas, eventos exclusivos, experiências exclusivas. Vamos supor que vem uma banda muito esperada ao Brasil e eu sou o patrocinador. E quem tiver aquele NFT vai poder visitar o backstage, fazer um meet and greet. Esse tipo de ação é possível atrelar à NFT.”

Que tipo de obra de arte faria sentido numa NFT de marca? “Imagine um produto icônico que saiu de linha. Suponha que criem um NFT do Fusca, que é um ícone da cultura pop, um ícone global muito forte. Cada Fusca com uma estética diferente. Pode ser que muita gente se interesse. Tem colecionador de Fusca no mundo real, por que não pode ter em NFT? Nesse tipo de cenário, particularmente, eu acho super interessante e vejo um futuro pela frente.”

Mas há inúmeras outras possibilidades. Tanto que a Dionisio.ag está investindo em uma frente para trabalhar com NFTs e outras inovações ligadas à arte. “Criamos uma área voltada a tecnologia, realidade aumentada, mesas digitais. É uma tendência para eventos. Gera curiosidade grande no público. No ano passado, fizemos uma exposição na Avenida Paulista de street art, em que a gente colocou um dispositivo holográfico.”

A Dionisio.ag nasceu como um blog especializado em arte. Após receber demandas de marcas, passou a criar projetos que conectam artistas às marcas, como um live paintings, painéis de graffiti em prédios assinados por artistas, e o mais recente case “Ararinha-Azul”, para Coral em parceria com Azul, que pintou o avião que trouxe de volta ao país um casal de ararinhas, vindas da Alemanha.

Hoje a Dionisio é um grupo, que integra os serviços da Dionisio.ag, vendas de obras de arte pelo e-commerce Dioniso Store, e em breve a Dionisio House, um espaço de eventos culturais que está em fase final das obras, será inaugurada perto do Beco do Batman, na Vila Madalena.

“A gente é uma empresa versátil que trabalha com todas as áreas da arte, de murais graffitti que é nossa veia forte, mas também com ilustração, design, motion, marketing cultural, exposições e eventos”, afirma Victor.

Segundo ele, a arte interessa às marcas pela capacidade de gerar diferenciação e empatia. “É muito bem aceita por todas as pessoas. É muito inclusiva, dá acesso à cultura. A arte tem esse lado democrático, de possibilitar o acesso de pessoas de qualquer origem e lugar.”


Quem faz os conteúdos UOL para Marcas:

Apuração e redação: Renata Gama / Edição e redes sociais: Raphaella Francisco / Arte: Julianne Rodrigues
Gerente responsável: Marina Assis/ Gerente Geral: Karen Cunsolo