_Networking

Aline Cebalos, da Unimed: Informações confiáveis são aliadas fundamentais

Imagem: Divulgação

A desinformação cada vez mais desafia marcas em todo o ecossistema de publicidade. Mas, em tempos de pandemia, com a explosão de notícias falsas em torno da Covid-19, a questão se torna ainda mais crítica para o segmento de saúde. Por isso, apoiar-se nas informações de credibilidade e entrar no combate às fake news tem sido o caminho seguido pela Unimed Brasil, segundo Aline Cebalos, gerente de marketing da companhia.

“A pandemia do novo coronavírus apresentou um novo cenário com muitas incertezas sobre o vírus e o tratamento da Covid-19, e a disseminação de informações confiáveis tem sido fundamental no processo de enfrentamento do avanço da doença”, afirma a executiva.

Essa estratégia, segundo Aline, envolve um “reforço do atributo de especialista da marca Unimed, para orientar clientes e população durante um momento de muitas dúvidas referentes ao novo coronavírus”. Para isso, foram revisadas pautas, campanhas, anúncios e termos de busca para a criação de conteúdos. “Sempre desenvolvidos em tom leve e objetivo e voltados para prevenção e cuidados.”

Segundo a executiva, nesse contexto, o maior desafio foi alinhar o tom de comunicação em âmbito nacional, englobando o Sistema Unimed, colaboradores, redes sociais, imprensa e sociedade. Esse esforço permitiu que soluções de comunicação locais ganhassem escala no país. “As cooperativas do Sistema Unimed sempre estiveram comprometidas com a divulgação de informações confiáveis e nossas estratégias e ações reforçam a propagação de dados seguros que impactem positivamente a vida das pessoas”, diz Aline

Mas, diante do desafio da pandemia, o combate às fake news também se faz necessário. “Para combater a desinformação, utilizamos nossos canais de comunicação de maneira bastante proativa. Nas redes sociais e com a imprensa, por exemplo, trabalhamos à luz da ciência os mais variados temas que muitas vezes ganham espaço como ‘fake news’, de forma a levar conhecimento claro e confiável para a população”, afirma a gerente de marketing.

A Unimed Vitória criou o movimento #LivreDeMentiras, em que convida as pessoas a fazerem uma reflexão sobre a veracidade do conteúdo antes de repassar para familiares, amigos e colegas de trabalho, e essa iniciativa foi nacionalizada com a implementação nas Unimeds de todo o País. “Compartilhar informação exige responsabilidade e merece cuidado e atenção”, diz Aline, antecipando que a companhia está desenvolvendo uma página específica para combater a desinformação no site institucional.

A associação com veículos de credibilidade complementa a estratégia. Em parceria com o UOL, por exemplo, a Unimed, por meio da Central Nacional Unimed, desenvolveu projetos de conteúdo, como o podcast Saúde é Básica, e minidocs com profissionais de saúde. “A iniciativa foi pensada de forma a despertar o interesse e manter o diálogo com o público-alvo da cooperativa nacional, além de potencializar a presença da marca nas mídias digitais.”

A executiva defende que temas de saúde precisam ser tratados com muita seriedade para impactar positivamente a vida das pessoas. “Entendemos que a Unimed tem um papel muito importante e legítimo para contribuir com a conscientização e estimular o olhar cuidadoso coletivo e individual na busca de alternativas mais saudáveis no dia a dia.”


Quem faz os conteúdos UOL para Marcas:

Apuração e redação: Renata Gama / Edição e redes sociais: Raphaella Francisco / Arte: Pedro Crastechini
Gerente responsável: Marina Assis/ Gerente Geral: Karen Cunsolo